TÍTULO ORIGINAL: O Homem Mais Inteligente da História
AUTOR: Augusto Cury
GÊNERO: Romance
EDITORA: Sextante
ANO DE LANÇAMENTO: 2016
NÚMERO DE PÁGINAS: 272

SINOPSE: O psiquiatra Marco Polo é um cientista respeitadíssimo, especialista no funcionamento da mente e autor do primeiro programa mundial de gestão da emoção.
Quando vai a Jerusalém participar de uma reunião na ONU, é desafiado a estudar a inteligência do homem  mais famoso da história: Jesus. Mas ele é um dos maiores ateus da atualidade e se recusa a fazê-lo. Todavia, a platéia de intelectuais o instiga a realizar essa empreitada.
Depois de muita resistência, Marco Polo aceita o desafio. Monta uma mesa redonda composta de brilhantes profissionais para analisar a mente de Jesus sob os ângulos da ciência e não da religião. Ele parte em uma jornada épica para saber se Jesus era um mestre em ter autocontrole, gerir sua emoção, trabalhar perdas e frustrações, libertar sua criatividade, contemplar o belo e formar pensadores.
Marco Polo esperava encontrar um homem comum, sem grandes habilidades intelectuais, mas pouco a pouco fica abalado e conclui que a mente do personagem mais conhecido da humanidade permanece um mistério, inclusive para as bilhões de pessoas que o admiram. Tanto as universidades como as religiões falharam em não estudar o homem mais inteligente da história.


Oi pessoal! Esse livro me despertou uma curiosidade gigantesca em saber o que nele estava escrito. Primeiro, porque falaria da interpretação da mente de Jesus, o homem mais misterioso que já existiu e segundo, ele foi escrito por um ateu, que se denomina no prefácio do livro de "ateu científico". E essa tremenda curiosidade fez com que minhas expectativas estivessem muito altas. Mas confesso que me decepcionei um pouco. Eu adorei a outra leitura que fiz do autor, Armadilhas da Mente, e achei que gostaria o mesmo tanto dessa.

Eu gostei mas não amei. A história discorre durante várias mesas redondas compostas por profissionais de ponta que fazem análises sobre Jesus Cristo a partir do livro de Lucas. O autor se estendeu demais em alguns pontos, misturando com a história particular de Marco Polo, em capítulos longos, e me deu a impressão de que isso foi feito para que o assunto se transformasse em uma série, pois o livro acaba mas não tem um fim. Fica em aberto uma continuidade, que o autor deixa bem clara no início do livro ("a obra consistirá de vários volumes"). Acredito que se ele se concentrasse no propósito principal do livro, não teria a necessidade de ter vários volumes. Outro ponto estranho, são os capítulos em que os integrantes da mesa redonda sonham com passagens da vida de Jesus, como se tivessem vivenciando aquele momento. Achei isso irreal!





O livro é repleto de ensinamentos e reflexões e, como no outro livro que li de Augusto Cury, uma aula de psicologia. Algumas revelações me foram feitas, até porque sou conhecedora superficial da vida de Jesus.

Entretanto, extraí algumas boas passagens do livro:

"A personalidade humana é como uma onda do mar e o tempo é como a praia. Cada onda tem uma silhueta, assim como cada personalidade tem suas características, umas discretas, outras borbulhantes, mas todas encenam sua peça no teatro do tempo e, cedo ou tarde, voltam tímida e misteriosamente para o mar da existência deixando poucos vestígios."

"Ele era poético, porém as pessoas não estavam interessadas em poesia, mas em resolver seus problemas. Ele sabia disso, não cobrava nada. Por ser dotado de consciência, sabia que quando o ser humano sofre, todo o universo sofre, quando tem insônia, todo o universo não dorme. A única dor que ele realmente sente é a sua própria dor. A consciência que nos fez únicos também nos fez egocêntricos. Empatia era uma habilidade rara."

"Mas reafirmo: ao analisar o psiquismo de Jesus, esperava encontrar alguém frágil, previsível, comum, sem atitudes ímpares, com uma emoção sem brilho e um intelecto tosco, mas nunca me senti embasbacado diante de uma inteligência tão complexa e, ao mesmo tempo, nunca fui tão desafiado a me autoconhecer e construir novas ideias. Eu não pararei de estudá-lo..."

Para mim foi uma leitura lenta em que tive que parar para realizar pesquisas para entender certas passagens mas teve algum aprendizado. Só que eu ainda não sei se vou ler o próximo volume...

Beijos e até a próxima!

8 Comentários

  1. Oi! Estou com dois livros dele na estante, algo que pretendo mudar é tirá-los de lá e ler o mais breve possível. Mas tenho certo receio, definitivamente não sei se vou gostar. Que bom que gostou em partes. Bjos <3

    Click Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é muito fácil ler os livros desse autor. Ele é bem detalhista e muito técnico com relação à psicologia. Se você se interessa pelos mistérios da mente humana, vai amar com certeza.
      bjs

      Excluir
  2. Oi Rê!
    Sempre quis ler livros dele, mas não tenho muita paciência para esse tipo de leitura. Penso ser algo que não irá prender tanto minha atenção

    Beijinho

    EVENTUAL OBRA DE FICÇÃO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ro! Tem que gostar bastante de psicologia senão, no meu entender, fica cansativo.
      Bjs

      Excluir
  3. Augusto Cury é tudo de bom neh!! Já li vários livros dele e amo todos! Esse ainda não li, mas já quero com certeza
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Felipe! Se você curte o autor vai adorar!
      Bjs

      Excluir
  4. Oii Flor, sou louca por Cury! Sério! Louca mesmo, Amoo muito os livros dele.
    Gostei da resenha, acho que seria um bom livro para mim, conheço o Marco Polo, do livro "A ditadura da Beleza"
    Beijos ❤
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Melissa! Vai adorar sim! Até porque o tema é muito interessante mas eu estava com expectativas muito altas e por isso me decepcionei um pouco.
      Bjs

      Excluir

Deixe seu comentário se gostou da postagem. Se não gostou, também pode deixar...