Oiiiii!!! Hoje vim falar de um livro que li no ano passado e que neste ano virará filme cuja estréia está prevista para 22/09/16 na Alemanha (mais um post de livro que vai pro cinema). Eu achei o máximo essa história virar filme pois se trata de um thriller psicológico maravilhoso com um final surpreendente porém que, sem querer me gabar, eu previ um pouco depois da metade do livro... rsrs

Mas não estou aqui para me exibir, :P, e sim para falar sobre o livro.

TÍTULO ORIGINAL: The Girl On The Train
AUTOR: Paula Hawkins
GÊNERO: Thriller psicológico/suspense
LANÇAMENTO: 2015
EDITORA: Record
NÚMERO DE PÁGINAS: 378


SINOPSE: Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas.

Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Jason –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida.
Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos.



É uma história viciante! A trama vai se desenvolvendo aos poucos e só ao final que tudo se encaixa e isso faz com que você não queira largar a leitura. Comigo aconteceu isso, li muito rápido esse livro.

Confesso que não tive muita simpatia por Rachel, a protagonista. Ela é alcóolatra, fumante e doida e para mim merecia a vida que tinha (foi largada pelo marido e estava desempregada).

O legal desse livro é que a narrativa é alternada entre três personagens: Rachel, Megan e Anna, com um vai e volta no tempo. Isso me fez sentir um pouco de dificuldade para fixar a história, pelo fato de eu ser muito dispersa... mas deu todo um diferencial à dinâmica da história.

O suspense está presente desde o início do livro, achei sensacional e espero ansiosíssima pelo filme!!! Recomendo muito a leitura!!

Para terminar, um trailer que é mais uma propaganda do livro do que chamada para o filme, mas está valendo!

Beijos!


Oiii! Hoje venho com mais uma leitura finalizada (a décima do ano). Mais um livro modinha, e daí


TÍTULO ORIGINAL: Me Before You
AUTOR: Jojo Moyes
GÊNERO: Romance/Drama
LANÇAMENTO: 2012
EDITORA: Intrínsceca
NÚMERO DE PÁGINAS: 320

SINOPSE: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha ainda inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade - um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas - e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tertaplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário.



Esse foi o meu primeiro contato com a autora. Que escrita deliciosa! Simples mas com uma emoção tremenda! Me tocou demais e já virei fã!

Eu imaginava como era a vida de um tetraplégico mas não com todas as complicações e dificuldades envolvidas que foram detalhadas pela autora. Fiquei emocionada ao extremo com a dedicação de Louisa Clark a Will Traynor e com a pureza do amor entre os dois.

A história mostra como a deficiência pode ser humilhante e degradante em alguns aspectos. A autora conseguiu demonstrar com muita intensidade toda a dor sentida por Will, que ficou tetraplégico após um acidente de moto, perdendo o gosto pela vida pois a levava intensamente, era aventureiro e aproveitava todas as coisas boas que ela oferecia, era um profissional bem sucedido e tinha um relacionamento amoroso com uma linda mulher.

Louisa chega na vida de Will em um momento crítico para a família Traynor e será peça fundamental na tentativa de um final feliz.

Chorei, pra variar. Não tem como não se emocionar com a história, enfim, leitura mais do que recomendada para quem gosta de um bom drama.

E se você pensa que eu li o livro só por causa do filme, acertou! Não vejo a hora de estrear!!!! :)

Oiii! Hoje vou responder uma TAG que vi no blog Conversando com os Livros (não fui marcada), mas achei bacana e quis responder. Façam uma visita ao blog, é bem legal!

Vou marcar os blogs:


São 10 perguntas:

1) Qual a capa mais bonita da sua estante?

O Despertar do Príncipe - Collen Houck - não tem pra nenhuma (pelo menos na minha estante, que ainda não é muito cheia)



2) Se pudesse trazer um personagem da ficção para a realidade, qual seria?

Gabriel Emerson, da trilogia O Inferno de Gabriel. Um sonho de homem!!!!!! rsrs



3) Se você pudesse entrevistar um autor, qual seria?

Harlan Coben com certeza!!!! Meu autor predileto!



4) Um livro que você não leria de novo. Por que?

A Culpa é das Estrelas - John Green - muito triste e agoniante, a história é linda mas sofri demais lendo esse livro.



5) Uma história confusa?

O Manuscrito - Chris Pavone - muitos personagens, muitos pedaços de história pra juntar, acabei me perdendo um pouco...



6) Um casal?

Tate Collins e Miles Archer, de O Lado Feio do Amor - quem leu o livro sabe porque!



7) Dois vilões?

Vou citar só um, pois foi o que me ocorreu agora: Mal'Akh, de O Símbolo Perdido. O homem era é uma muralha!!!!



8) Um personagem que você mataria ou tiraria do livro?

Nenhum. A falta de qualquer personagem (mesmo aqueles que a gente mais odeia), em qualquer história, a deixaria incompleta.



9) Se pudesse viver em um livro, qual seria?

Para Todos os Garotos que Já Amei - Jenny Han - porque acho que realmente vivi um pouco da história de Lara Jean quando eu era adolescente.



10) Qual é o maior e o menos livro da sua estante?

Maior - Mundo sem Fim - Ken Follet

Menor - O Sal da Vida - Françoise Héritier


Gostei muito de responder essa TAG! Beijos!

Categorias:

Sensacional, maravilhoso, estupendo! É o resumo deste livro. Pronto. Fim do post.

Brincadeira!!! É que acabei de terminar a leitura (são 00:10 do dia 20/02/16) e estou sob o efeito do fechamento da história (não tem momento melhor para escrever sobre).


TÍTULO ORIGINAL: Six Years
AUTOR: Harlan Coben
GÊNERO: Ficção, suspense
LANÇAMENTO: 2014
EDITORA: Arqueiro
NÚMERO DE PÁGINAS: 267

SINOPSE:
 Jake Fisher e Natalie Avery se conheceram no verão. Eles estavam em retiros diferentes, porém próximos um do outro. O dele era para escritores; o dela, para artistas. Eles se apaixonaram e, juntos, viveram os melhores meses de suas vidas. E foi por isso que Jake não entendeu quando Natalie decidiu romper com ele e se casar com Todd, um ex-namorado. No dia do casamento, ela pediu a Jake que os deixasse em paz e nunca mais voltasse a procurá-la.
Jake tentou esconder seu coração partido dedicando-se integralmente à carreira de professor universitário e assim manteve sua promessa... durante seis anos.
Ao ver o obituário de Todd, Jake não resiste e resolve se reaproximar de Natalie. No enterro, em vez de sua amada, encontra uma viúva diferente e logo descobre que o casamento de Natalie e Todd não passou de uma farsa.
Agora ele está decidido a ir atrás dela, esteja onde estiver, mas não imagina os perigos que envolvem procurar uma pessoa que não quer ser encontrada.


A trama é perfeita. Tudo se encaixa no final. No início você fica meio sem entender nada, achando absurdos os acontecimentos iniciais. Como assim, Natalie desaparece sem deixar nenhum rastro? Como Todd não é casado com ela? Mas no decorrer da história, todas as peças são perfeitamente montadas e tudo faz sentido.

A escrita de Corben é muito clara, não deixa o leitor na mão, tudo flui maravilhosamente (já falei sobre isso nesse >> post). Ao término de cada capítulo, sempre há aquela vontade de ler o próximo e não parar nunca (como estava lendo pelo celular, toda brecha de tempo que eu tinha, lá estava eu entrando no iBooks... rsrrs).

Ensinamento deste livro: não devemos nunca desistir de quem amamos, ou queremos manter por perto. Temos que lutar até o fim (sem orgulho).

Vou ser repetitiva, mas não tem como: Harlan Coben é um gênio, maravilhoso, sou muuuuuuuito fã! Leitura mais do que recomendada!!!!!


Oiiii! Estou naquela luta contra mim mesma para não comprar mais livros, minha conta bancária agradece, mas nem por isso deixo de namorar muitos títulos. Alguns são lançamentos, outros não. Alguns desejados pelo título, gênero, outros pela sinopse, outros pela capa (sim, quem nunca???)

Dentre os muitos, esses são as prioridades:





A GAROTA SEM PASSADO - Michael Kardos
Lançamento recentíssimo, ficção policial, é óbvio que eu quero!




ERA UMA VEZ NO OUTONO - Lisa Kleypas

Romance de época, adoro. Como eu já tenho o primeiro livro da série (Segredos de uma noite de verão) quero completar todas as estações do ano.




NÃO QUEIRA SABER - Lisa Jackson

Suspense. Amo. Quero. E ponto final.




O ESPELHO DE CASSANDRA - Bernard Weber

Fala a respeito de prever o futuro, já é o suficiente!


Não vou colocar as sinopses aqui porque o objetivo não é ficar enchendo linguiça, isso farei quando postar a respeito. E ficam aí algumas dicas!!!!

Oiii!!! Minha leitura no momento é do genial Harlan Coben (a atual é a terceira do autor) e por isso vou falar sobre um dos livro dele, Não Conte a Ninguém, que li no ano passado.


TÍTULO ORIGINAL: Tell no One
AUTOR: Harlan Coben
GÊNERO: Ficção policial
LANÇAMENTO: 2009
EDITORA: Arqueiro
NÚMERO DE PÁGINAS: 252

SINOPSE: Há oito anos, enquanto comemoravam o aniversário de seu primeiro beijo, o Dr. David Beck e sua esposa, Elizabeth, sofreram um terrível ataque. Ele foi golpeado e caiu no lago, inconsciente. Ela foi raptada e brutalmente assassinada por um serial killer. O caso volta à tona quando a polícia encontra dois corpo enterrados perto do local do crime, junto com o taco de beisebol usado para nocautear David. Ao mesmo tempo, o médico recebe um misterioso email que, aparentemente, só pode ter sido enviado por sua esposa. Esses novos fatos fazem ressurgir inúmeras perguntas sem resposta: Como David conseguiu sair do lago? Elizabeth está viva? E, se estiver, de quem era o corpo enterrado oito anos antes? Por que ela demorou tanto para entrar em contato com o marido? Na mira do FBI como principal suspeito da morte da esposa e caçado por um perigosíssimo assassino de aluguel, David Beck contará apenas com o apoio de sua melhor amiga, a modelo Shauna, da célebre advogada Hester Crimstein e de um traficante de drogas para descobrir toda a verdade e provar sua inocência.


Harlan Coben é daqueles autores cujos livros você devora, que diz que vai ler só mais um capítulo antes de dormir e quando percebe a hora já está avançada. Esse foi o primeiro que li dele, e aconteceu exatamente isso.


Uma característica do autor que percebi nas poucas leituras dele que fiz é que ele constrói personagens comuns, simples, mas que fazem parte de uma história alucinante. Talvez por isso a leitura flui muito bem somados aos detalhes e tramas bem amarradas. E claro, com aquela história de amor como pano de fundo....<3


A cada acontecimento você só sente vontade de continuar lendo para ver como as coisas vão se resolver.


Não tem como falar sobre esse livro sem dar spoiler, então, só posso recomendar muito para quem realmente gosta de gênero policial altamente frenético!

Oiii!!!! Estou um pouco confusa sobre como me senti ao ler essa história. Difícil escrever sobre ele, mas vamos lá.


TÍTULO ORIGINAL: My Sunshine Away
AUTOR: M. O. Walsh
GÊNERO: Romance
LANÇAMENTO: 2015
EDITORA: Intrínseca
NÚMERO DE PÁGINAS: 256


SINOPSE: Baton Rouge, capital do estado da Lousiana, nos Estados Unidos, é uma cidade conhecida por seus verões escaldantes, churrascos no jardim, lagostins picantes e cerveja gelada, pelas gloriosas árvores em flor e pela paixão por futebol americano. Mas no verão de 1989, quando Lindy Simpson, uma das garotas mais bonitas do bairro e estrela das pistas de corrida, é atacada e estuprada perto de casa, fica claro que até mesmo os subúrbios bucólicos de Baton Rouge Têm seu lado obscuro.

Para uma vizinhança tão pequena, os suspeitos do crime são muitos. Entre eles estão Bo Kern, uma figura ameaçadora que se esgueira pelas esquinas de Woodland Hills; Jason, o vizinho delinquente; Sr. Landry, um psiquiatra furtivo, pai adotivo de Jason, e, por fim, o narrador deste livro: um adolescente obcecado por Lindy, que mora em frente à casa dela. É através dos olhos dele, já adulto, que vemos como os relacionamentos rompidos, a culpa e o amor são capazes de transformar as pessoas de maneira irreversível.

Não gostei mas ao mesmo tempo gostei. A história não me prendeu, foi bem sacrificado lê-lo, bem massante, mas o final tem uma boa mensagem. Talvez porque eu esperava uma coisa e vi outra. Esperava um super thriller, cheio de mistério, mas não. Trata-se de um desabafo de um rapaz, que conta sua história desde a infância até sua adolescência (com ênfase nessa última fase), quando era apaixonado por Lindy Simpson, que foi estuprada no final dos anos 80. Seu nome não é revelado, e suas memórias contam como essas fases da sua vida impactaram em sua fase adulta.


A história ia passando, bem confusa, um vai e volta no tempo, onde você tem que prestar muita atenção em todos os detalhes, senão você se perde, e eu me perdi várias vezes, lógico, fui e voltei muitas páginas e parágrafos, e quando eu achava que chegaria a um ponto alto, nada acontecia.


Nos últimos 5 capítulos é que começou a ficar um pouco mas instigante, quando finalmente é revelada a identidade do estuprador, que foi, assim, não muito surpreendente, contada de uma maneira morna.


Apesar de tudo tiveram passagens do livro que gostei muito:



"O que estou dizendo é o seguinte: essa garota de que você gosta agora, você sempre vai amá-la. De uma forma ou de outra. Ela ou alguém como ela. O amor nunca muda. Você pode ter cinquenta anos e se ver fazendo as coisas mais loucas por uma mulher que você acha que não tem nada a ver com aquela primeira, mas tem. Sempre haverá uma ligação, garanto. O amor nunca muda. "


"Todo momento é crucial. E se reconhecermos e abraçarmos isso, um dia seremos capazes de olhar para trás, compreender, sentir, lamentar, recordar e, se tivermos sorte, amar. "


Não foi uma leitura prazerosa, um livro que quisesse devorar. Por tratar de assuntos como estupro e pedofilia achei que fosse melhor. Decepção. Fica a seu critério ler ou não.

Oi!! Lá vou eu com mais uma TAG.... Viciei? Acho que não, talvez seja porque respondendo essas perguntas todas, eu vou me familiarizando com os termos do mundo literário. De novo eu peguei essa TAG do canal da Karlla (clique aqui). Então vamos às perguntas:


1. Como você descobre livros novos (lançamentos) para ler?
Sigo as páginas do Facebook das editoras e olho com frequência o link de lançamentos do Skoob.

2. Como você entrou no mundo da leitura?
Já comentei no meu primeiro post (aqui) que eu sempre gostei de ler, mas não era assim viciada. Parei (mas parei mesmo) quando meu filho nasceu, pois mãe de primeira viagem fica totalmente perdida com aquela criaturinha minúscula que depende só da gente, e não tinha tempo pra mais nada além dele. Mas em 2014, vendo a paixão pela leitura de duas amigas que moram no meu condomínio, sempre postando os livros que estavam lendo no momento e comentando com tanta vontade, me empolguei. Comecei a baixar vários ebooks no celular e fui numa livraria e comprei 4 títulos. Foi a partir daí que não parei mais.......

3. Como seu gosto literário mudou com o passar do tempo?
Não acredito que meu gosto mudou, mas acrescentei alguns gêneros que nunca havia lido como thrillers psicológicos e romances com pano de fundo na segunda guerra, por exemplo. Costumava ler muitos romances espíritas, mas como li muito, enjoei e nunca mais comprei nenhum.

4. Com que frequência você compra livros?
Sempre que posso. Não posso entrar em uma livraria que sempre acabo saindo com pelo menos um exemplar. 

5. Como você entrou nesse mundo dos canais literários?
Não tenho um canal, mas se este singelo blog pode ser considerado um canal, comecei porque não tenho muitas oportunidades de falar sobre minhas leituras com alguém, meu marido não gosta de ler e ele tem o maior ciúme de mim com meus livros.... rsrsrsrs.... nesse cantinho falo sobre minhas impressões, mesmo que quase sempre sozinha kkkkkk

6. Como você reage quando não gosta do final de um livro?
Fico bem brava e comento: "Não acredito que gastei dinheiro pra ler isso!" :)

7. Com que frequência você espia a última página do livro para saber o final?
Nunca. Estragar a emoção pra que????

8. Quem você marca pra responder essa TAG?
Não vou marcar ninguém porque ninguém me marcou. Deixo livre para quem quiser responder!

Beijos!

Categorias:

Oiii! Eu não ia fazer um post só para ele mas depois pensei: por que não? Apesar de fino (tem pouco mais de 100 páginas), o seu conteúdo é grandioso, uma mensagem para toda a vida. Leitura extremamente rápida (coisa de 2 horas).



TÍTULO ORIGINAL: Le sel de la vie
AUTOR: Françoise Héritier
GÊNERO: Reflexão, Poesias
LANÇAMENTO: 2014
EDITORA: Valentina
NÚMERO DE PÁGINAS: 112








Quando comprei tinha outra ideia sobre ele, não imaginava que fosse escrito da forma que é. O livro é uma imensa frase de quase 100 páginas, escrita em forma de cartas, com uma mensagem da autora para um conhecido seu, que uma vez escreveu um cartão onde dizia que ele teve uma semana "roubada" dos seus inúmeros afazeres importantíssimos, para passar férias na Escócia.

Em resumo, o livro passa a mensagem de que devemos prestar atenção nos pequenos prazeres da vida, que por muitas vezes, passam desapercebidos devido à nossa vida louca de trabalho, estudos, correndo atrás de dinheiro. Devemos sentir esses momentos, com a maior intensidade possível, para não nos tornarmos escravos de nós mesmos e como diz a autora "roubar nossa própria vida".

Aqui transcrevo o trecho que mais gostei:

"O "eu" não seria o que é, ou o que somos, se certos acontecimentos não houvessem ocorrido, acontecimentos esses que canalizaram o curso da sua vida e, também, se "eu" não tivesse experimentado a possibilidade de sentir aquela emoção específica, de vibrar naquela ocasião, de passar por aquela vivência com o corpo."

É um livro para ser lido várias vezes, para refletir que precisamos desacelerar e prestar mais atenção no Sal da Vida...

Oiii!!! Mais uma leitura finalizada (a sexta do ano, primeira de fevereiro). O Carnaval ajudou, bastante tempo livre pra ler... Delícia!!!!



TÍTULO ORIGINAL: Reawakened
AUTOR: Colleen Houck
GÊNERO: Ficção
LANÇAMENTO: 2015
EDITORA: Arqueiro
NÚMERO DE PÁGINAS: 384

SINOPSE: Aos 17 anos, Liliana Young tem uma vida aparentemente invejável. Ela mora em um luxuoso hotel de Nova York com os pais ricos e bem-sucedidos, só usa roupas de grife, recebe uma generosa mesada e tem liberdade para explorar a cidade.

Mas para isso ela precisa seguir algumas regras: só tirar notas altas no colégio, apresentar-se adequadamente nas festas com os pais e fazer amizade apenas com quem eles aprovarem.
Um dia, na seção egípcia do Metropolitan Museum of Art, Lily está pensando numa maneira de convencer os pais a deixá-la escolher a própria carreira quando uma figura espantosa cruza seu caminho: uma múmia - na verdade, um príncipe egípcio com poderes divinos que acaba de despertar de um sono de mil anos.
A partir daí, a vida solitária e super-regrada de Lily sofre uma reviravolta. Uma força irresistível a leva a seguir o príncipe Amon até o Vale dos Reis, no Egito, em busca de seus outros dois irmãos adormecidos, numa luta contra o tempo para realizar a cerimônia que é a última esperança para salvar a humanidade do malígno deus Seth.

A história é fantástica (sim, no sentido de fantasia), a capa é fantástica (agora, no sentido de maravilhosa mesmo), e esse primeiro contato com a autora foi fantástico (nos dois sentidos). A cultura egípcia sempre me fascinou e foi isso que me atraiu a esse livro.


Não li muitas distopias até hoje, mas sem dúvida, essa foi a melhor. Primeiro, pelo cenário, o Egito, e segundo, pela escrita leve e detalhada da autora que me fez me sentir lá no Vale dos Reis.


A princípio a história pode parecer um pouco confusa, eu demorei até começar a entender o verdadeiro objetivo de Amon, mas consegui!!! :P No início dei muitas risadas, pelo fato de o príncipe estar no mundo moderno e não compreender a maioria das coisas que Lily falava mas com o passar da história e o envolvimento dos dois, o humor ficou de lado e a coisa ficou mais tensa.


Não gosto de detalhar muito a história para não esbarrar num spoiler. Recomendo muito a leitura para quem é fã de fantasias, a história é envolvente, prende e não deixou a desejar, superou minhas expectativas. E com certeza me deixou com vontade de ler o próximo volume, O Coração da Esfinge, que tem uma palhinha nas últimas páginas desse volume, e eu não li para não estragar a surpresa.


Beijos e até a próxima!

Oiii! Quem nunca começou aquele livro cujo título te interessa demais, alguém comenta que é muito bom, daí você começa a ler e vê que a leitura começa a ficar massante.... você lê 2 páginas por dia.... dia sim, dia não, outro dia também não... e de repente, ele fica encostado para sempre naquele cantinho esquecido. Pois é.....

Eu tenho alguns casos desses. Vou contar com quais títulos isso aconteceu comigo:

POR QUE OS HOMENS FAZEM SEXO E AS MULHERES FAZEM AMOR?



Comecei a ler porque queria ver se o livro conseguiria explicar essa diferença gritante entre homens e mulheres. Li até a página 30 e continuo sem entender...


AMAR E PERDER



Comecei com uma expectativa e daí ele ficou muito teórico. Parei na página 18.


CRIANÇAS FRANCESAS NÃO FAZEM MANHA



Uma amiga leu, gostou, e como estava passando por uma fase complicada com meu filho, que perdura até hoje, decidi comprar para entender os segredos dos franceses. No começo até que estava bom, divertido até, mas lá pela metade não vi progresso. Parei na página 102.

Percebi que não tenho paciência para livros mais teóricos. Quem sabe um dia eu volto....

No momento estou lendo dois, com os quais espero que não aconteça isso. Como estou lendo em paralelo com O Despertar do Príncipe, viro poucas páginas ao dia, mas quero muito mesmo finalizá-los:

O LIVRO DO AMOR - PARTE 1




Por enquanto estou gostando, estou lendo o ebook e já li sobre o amor na Pré-História - até a invenção da escrita, em 3.000 a.C. Só pra deixar um gostinho aqui, vou colocar os títulos dos capítulos desse pedaço do livro:

- A luta pela sobrevivência. A primeira manifestação de amor. A vida nas cavernas. As divindades. O surgimento do patriarcado - a dominação do homem.
- Links: O machão e o sexo. Masculino e feminino não existem. Bissexualidade.


CURA ESPIRITUAL - UMA INVESTIGAÇÃO



Esse é um livro que aborda cirurgias espirituais, cura pela mãos, milagres da vida real, o lado científico desse assunto. Me interesso sobre o tema, não me considero espírita pois não sou praticante, mas acredito no poder das energias emanadas pelo ser humano.

E você, quantos livros já abandonou?

Oii! Fui marcada nessa TAG, criada pelo Wemerson Roberto do Nerd Book's, pela Camila Melo, A Bookaholic Girl! Apesar de eu não ser nada fã da Anitta, vou responder porque faz parte do meu treinamento como blogueira rsrsrs




REGRAS:
  • Copiar e colar o logo da TAG que está acima;
  • Responder todas as questões com suas próprias palavras;
  • Creditar quem te marcou;
  • Convidar outros blogs para participar.



Itens:

"Bang (bang) dei meu tiro certo em você" - Livro que você comprou sem ter ouvido falar e acertou em cheio


Os Três, de Sarah Lotz. Post sobre ele aqui.



"Deixa que eu faço acontecer, tem que ser assim pra me acompanhar, pra chegar" - Série literária que pretende ler ou terminar


Pretendo terminar a série "Ligeiramente... (Casados, Maliciosos e Escandalosos)", da Mary Balogh. Serão 6 livros no total e pretendo ler os 3 futuros lançamentos (Sedutor, Imoral e Perigoso). Tem um post no blog sobre essa série aqui.



"Então vem, não sou de fazer muita pressão, mas não vou ficar na tua mão" - Livro que fez seus amigos se apaixonarem, mas com você ocorreu o contrário


O Guardião de Memórias, Kim Edwards. Leitura recentemente terminada e que me decepcionou (explicação aqui).



"Se você quiser, não pode vacilar demorar" - Livro que leu em menos dias


Peter Pan tem que Morrer, John Verdon. Era feriado prolongado e fui para um hotel fazenda portanto tinha tempo de sobra para ler. Terminei em 3 dias (o que para mim é recorde).



"Ihh, pra te dominar, virar tua cabeça" - Livro ou série que você mais indica a seus amigos


Nossa, essa é bem difícil de responder. Indicaria muitos! Não que seja a leitura que eu mais indique, mas como é recente e me tocou demais, hoje eu recomendaria O Rouxinol (postado aqui).



"Eu vou continuar te provocando" - Série que te chama atenção mas não parou para ler ainda


Como já disse aqui, quero muito ler a série Slammed, da Coleen Hoover. Não comecei ainda por dois motivos: está em ebook e ando numa fase preguiçosa para ler trilogias ou séries que eu já tenho completas.



"Ihh, pra escandalizar dar a volta por cima" - Livro que você pensou em desistir e do nada ficou bom


A Travessia, William P.Young. Como logo antes dele eu havia lido A Cabana e tinha achado extraordinário, lendo A Travessia e fiquei, pelo menos até a metade da história, cansada da escrita do autor. Mas o desenrolar melhorou muito e acabei adorando o livro. Post sobre ele aqui.



"Não vou parar até te ver pirando" - Livro ou série que pretendo ler em 2016


Tenho uma lista interminável de livros para ler, mas não gosto de estabelecer metas. Um livro que quero muito ler, estou super curiosa mesmo é O Físico, de Noah Gordon.



Não vou marcar ninguém... Tá, eu sei, estou desrespeitando uma das regras, mas não tenho quem marcar... :(

Categorias:

Oiii!!! No último dia do mês de janeiro, finalizei mais uma leitura (total de 5 no mês). Iniciei Gelo Negro com a expectativa de um mega suspense/terror, pois para mim o título, a capa e a sinopse sugeriram isso, mas não foi isso que encontrei. A história é boa, prende, mas não assusta.


TÍTULO ORIGINAL: Black Ice
AUTOR: Becca Fitzpatrick
GÊNERO: Ficção
LANÇAMENTO: 2015
EDITORA: Intrínseca
NÚMERO DE PÁGINAS: 304

SINOPSE: Britt Pfeiffer passou meses se preparando para uma trilha na Cordilheira Teton com a melhor amiga, mas não estava pronta para enfrentar a violenta nevasca que as pegou de surpresa no caminho. Ao procurar abrigo em uma cabana isolada, elas conhecem dois homens atraentes dispostos a ajudá-las. Pelo menos é isso o que as duas acham.

Criminosos foragidos, eles as fazem reféns. Para se salvar, Britt vai ter que ajudá-los a fugir em segurança, apesar do frio e da neve. Mas, durante a arriscada jornada em meio à natureza selvagem, o que de início é ameaça pode se tornar salvação.


Britt só queria provar para seu ex, Calvin, que era capaz de enfrentar uma trilha nas montanhas Teton tão bem quanto ele, por isso a ideia de passar as férias de inverno lá com a irmã dele e melhor amiga, Korbie. Porém ela não contava com as dificuldades que enfrentaria durante a viagem - elas foram feitas reféns por dois fugitivos da polícia que se encontravam hospedados em uma das cabanas existentes na montanha onde foram procurar ajuda quando não conseguiram mais subir de carro por causa da nevasca repentina.


Diante do comportamento imaturo de Britt, me surpreendi como ela se mostrou inteligente e perspicaz, o que fez toda diferença para sua sobrevivência e de sua amiga nas montanhas. Para uma garota que sempre esperava ser salva (pelo pai, pelo irmão e pelo namorado), ela se saiu muito bem.


O que prende a gente na leitura é a dúvida que paira no ar: confiar ou não em seus sequestradores? Qual o verdadeiro motivo de as terem feito reféns? O livro, apesar de não ser extraordinário, é uma ótima distração, tanto que fez eu ficar acordada até tarde ontem, mesmo tendo dormido somente 3:30h na noite anterior, pois queria saber o final de qualquer maneira. E me surpreendeu!


Vale a leitura e recomendo sim!!!