TÍTULO ORIGINAL: Creepshow
AUTOR: Stephen King
GÊNERO: Terror
EDITORA: Darkside
ANO DE LANÇAMENTO: 2017
NÚMERO DE PÁGINAS: 64

SINOPSEBaseado no clássico filme de horror de 1982 dirigido por George A. Romero, Creepshow apresenta as ilustrações assombrosas do legendário Bernie Wrightson e capa feita pelo extraordinário artista da EC Comics Jack Kamen! Um tributo sombrio e cômico, Creepshow traz cinco histórias sinistras do mestre do terror contemporâneo. 


Olá pessoal! Não sei porque mas esse ano percebi que dei uma desacelerada nas leituras. Estou lendo mais devagar que de costume então eu decidi ler um livro bem curtinho. Escolhi uma HQ de terror! rsrsrs

Creepshow tem uma edição maravilhosa, com uma arte gráfica incrível, mas não criem muitas expectativas com relação às histórias!!!! São contos curtinhos, curiosos, estranhos, que eu tentei tirar uma mensagem de cada um. São histórias bem trash!!!!


1. DIA DOS PAIS - nesse conto o tema central é o autoritarismo de um pai para com sua filha que somente deseja se vingar, sem medir as consequências.

2. A MORTE SOLITÁRIA DE JORDY VERRIL - esse conto mostra até onde a ganância pode nos levar... e esse lugar não vale a pena...

3. A CAIXA - a mensagem desse conto é de que você sofrerá a consequência dos seus atos. Sempre.




4. INDO COM A MARÉ - mostra que, se você acha que se vingou do inimigo e acabou por aí, está completamente enganado. Tudo o que vai, volta.

5. VINGANÇA BARATA - o conto fala sobre a invasão de baratas (muitas mesmo, milhares) na casa do Sr. Pratt muito rico e perverso. Acredito que o autor quis mostrar que, sendo maus, podemos experimentar do próprio veneno.

Achei uma boa diversão apesar de nenhum conto ter me assustado, porém me deixaram desconfortável, principalmente o último pois odeio baratas!!!!!

Espero que tenham gostado da dica.

Beijos e até a próxima!!!

TÍTULO ORIGINAL: A Chave
AUTORA: Caroline Gulgueira
GÊNERO: Fantasia
EDITORA: Selo Jovem
ANO DE LANÇAMENTO: 2017
NÚMERO DE PÁGINAS: 242

SINOPSE: Cordenne é um bom lugar. Agora que não há mais ameaça de Zeratteu, você e sua família mágica podem morar nessa cidade maravilhosa tranquilamente. A cidade que praticamente rege a dimensão mágica é lar de inúmeros lobisomens, vampiros, feiticeiros, fadas...
A prefeitura de Cordenne sorteou jovens, estudantes da principal escola da cidade, para fazer uma visita a inúmeras cidades da dimensão mortal. Animados, os adolescentes embarcaram na viagem sem ter em mente que seria uma armadilha. O que farão quando, abandonados e sozinhos em uma floresta desconhecida, seus amigos começarem a sumir e descobrirem que o retorno de Zeratteu nunca esteve tão próximo?


Olá pessoal! Quem gosta de nacionais? Hoje vou escrever sobre o livro que recebi em parceria com a Editora Selo Jovem. Um gênero de literatura que não costuma me atrair e essa foi uma oportunidade de sair da minha zona de suspense/terror/policial/romance histórico, que eu amo!

A Chave trás uma história diferente de tudo o que já li. Como dito na sinopse, Cordenne é uma cidade boa para se viver, e abriga seres imortais: lobisomens, fadas, vampiros, feiticeiros. Há muito tempo, Zeratteu causou um grande desconforto à cidade mas foi combatido e a paz reinava. Só que, interessados em reaver o poder, pessoas ligadas a ele inventam um sorteio dizendo que os contemplados seriam levados a uma viagem maravilhosa à cidades da dimensão mortal. Os adolescentes sorteados deliraram com a oportunidade e estavam super ansiosos para a viagem entretanto não imaginavam o que os esperava.




Em uma história cheia de aventura e poderes mágicos, temos a luta desses jovens para salvar a sua cidade e preservar a paz e tranquilidade. Para quem gosta do gênero, é um prato cheio!

Obrigada Editora Selo Jovem pela oportunidade de conhecer o trabalho de vocês!

Beijos e até a próxima!!!!

TÍTULO ORIGINAL: The Pillars Of The Earth
AUTOR: Ken Follett
GÊNERO: Romance histórico
EDITORA: Rocco
ANO DE LANÇAMENTO: essa edição é de 2012. O livro foi lançado em 1992.
NÚMERO DE PÁGINAS: 941

SINOPSEUm mergulho na Inglaterra do século XII e na construção minuciosa de uma catedral gótica. Emocionante, complexo, pontilhado de coloridos detalhes históricos, "Os Pilares da Terra" traça o painel de um tempo conturbado, varrido por conspirações, jogos intrincados de poder, violência e surgimento de uma nova ordem social e cultural. A figura que melhor expressa os ideais que inspiraram Ken Follett a escrever este livro é Philip, prior de Kingsbridge, um homem que luta contra tudo e todos para construir um templo grandioso a Deus. Mas a galeria de personagens que gravitam em torno da catedral inclui Aliena, a bela herdeira banida de suas terras, Jack, seu amante, Tom, o construtor, William o cavaleiro boçal, e Waleran, o bispo capaz de tudo para pavimentar seu caminho até o lugar do Papa, em Roma. Como painel de fundo, uma Inglaterra sacudida por lutas entre os sucessores prováveis ao trono que Henrique I deixou sem descendentes. Épico que consegue captar simultaneamente o que acontece nos castelos, feiras, florestas e igrejas, "Os Pilares da Terra" é a recriação magistral de uma época que nossa imaginação não quer esquecer.


Olá pessoal, tudo bem com vocês!!! Depois de um recesso aqui no blog, estamos de volta com o primeiro post de 2018, e em grande estilo! A resenha que trago para vocês é de uma obra prima de Ken Follett, Os Pilares da Terra.

Foram 18 dias de leitura (comecei a lê-lo em 28/12/17) que me inebriaram com romance, amor, obsessão, egoísmo, ambição, guerras, religião. São 941 páginas que contam a história que gira em torno da construção da catedral de Kingsbridge, e se passa entre os anos de 1123 a 1174, e está dividido em seis partes.

Tom Construtor tem seu trabalho perdido, a construção da casa onde morariam o casal William e Aliena, pois a noiva rejeitou o pretendente. William é uma pessoa perversa e dispensou os trabalhadores da obra sem dó. Com isso Tom se viu perdido e se pôs a peregrinar com a família em busca de um novo trabalho, mas que realizasse o seu sonho: o de construir uma catedral. A mulher de Tom está grávida e isso faz com que ele não desista nem um momento sequer, mesmo recebendo muitas negativas.

Depois de muita água rolar, Tom consegue o emprego de construtor no priorado de Kingsbridge e finalmente inicia a construção do seu sonho. Em paralelo, o autor nos conta a história de Phillip, um padre que é nomeado prior de Kingsbridge, tendo sua vida cruzada com a de Tom. Ainda temos os Hamleigh, família ambiciosa a qual William pertence, desesperado por vingança contra o conde de Shiring, de quem Aliena é filha.




A história possui  muitos personagens e o autor é extremamente descritivo, o que faz, em alguns momentos, o livro cansativo. Em compensação, existem partes em que você não quer largar o livro, visto o rumo tomado pelos personagens.

Apesar de ser uma obra fictícia, são mostrados fatos históricos reais que não vou descrever aqui pois seria spoiler.

Com temas religiosos, políticos, os dramas pessoais e familiares passados pelos personagens, Os Pilares da Terra é uma obra maravilhosa, que me distraiu e me fez passar algumas tarde, noites e madrugadas grudada nele durante as minhas férias. Leitura mais do que recomendada mas preparem-se para passar muita raiva com os vilões dessa história!!!!

Beijos e até a próxima!!!!